Território Deficiente Território Deficiente

Jovem com Síndrome de Down é Aprovado em Universidade Federal

02 julho
José Artur Ciríaco do Carmo, recebeu a feliz notícia de que foi aprovado, pelo SISU, na Universidade Federal de Alagoas (UFAL). O detalhe é que o jovem estudante é portador da Síndrome de Down. Caracterizada geneticamente pela trissomia do cromossomo 21, a Síndrome de Down é uma alteração genética, causada por um erro na divisão celular, durante a formação do embrião.

Jovem com Síndrome de Down é Aprovado em Universidade Federal

Jovem com Síndrome de Down é Aprovado em Universidade Federal

Descrita pela primeira vez em 1866, na Inglaterra, pelo médico John Langdon Down, a Síndrome de Down (SD), foi batizada com o sobrenome do seu descobridor. Tendo como características uma série de conjuntos fenotípicos específicos e a deficiência mental, a SD acomete certa de 300 mil brasileiros e destes, apenas 74 estão em uma Instituição de Ensino Superior (IES).

Devido as dificuldades neuropsicomotoras, pessoas com SD costumam não ter o mesmo desenvolvimento e facilidade de aprendizagem que um aluno sem alterações genéticas. O que não impede essas pessoas de estudarem e conquistarem seu espaço no meio acadêmico, apesar das dificuldades sociais e as diversas barreiras – tanto fisiológicas, quanto de aprendizado – que enfrentam ao longo da vida.

O estudante, José Artur Ciríaco do Carmo, provou isso, ao ser aprovado no curso superior de bacharel em Teatro, pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

A aprovação Federal


O estudante alagoano frequentou escolas regulares desde o início de sua vida escolar. Sua mãe, a psicopedagoga Simone Ciríaco, relata que em alguns momentos encontrou barreiras junto as escolas em oferecer um acompanhamento mais especializado para o aprendiz.

“A proposta da escola inclusiva ainda encontra muitos obstáculos a serem vencidos. Incluir o deficiente mental não é apenas colocá-lo em uma sala regular de ensino, mas junto a isso, oferecer uma diversidade de recursos necessários para o seu desempenho. Nisso, as escolas ainda deixam a desejar, principalmente por falha na formação continuada e especializada dos professores. Muitas vezes, me via em conflito com alguns professores, a respeito de como avaliar o meu filho, enfrentando comportamentos congelados de profissionais que queriam avaliar o estudante da mesma forma que os outros que não tinham dificuldade de aprendizagem”.

Independente de todas as dificuldades enfrentadas, José Artur sempre recebeu apoio e estímulos positivos para manter-se assíduo em sua formação. Os problemas vividos por Artur, e todos os demais alunos que possuem qualquer tipo de deficiência, não impediram sua conquista. Ele é o primeiro aluno SD a ser aprovado, para um curso do Ensino Superior, na Universidade Federal de Alagoas.

O Fera



Artur é um jovem bastante comunicativo e está radiante com sua conquista. De cabeça raspada e sorriso no rosto, ele conta que estudou muito para o ENEM. Ele adora um palco. Essa é a segunda grande conquista acadêmica de José Artur, que ingressou no curso técnico de Dança, também pela Universidade Federal de Alagoas, no ano de 2019.

O Fera quer ser ator e professor de dança, coisa que ama fazer, ele está sempre por dentro do último hit. “É muito bom e estou muito feliz. Quero ser um professor de teatro e ator”, disse Artur sobre a aprovação.

Ele encerra falando que almeja ensinar teatro e ser ator, reafirmando seu foco e dedicação. E, ainda, reforça, que portadores de SD não devem desistir dos seus sonhos. “Todas as pessoas com dificuldade de estudar, pegam seus sonhos e vai para a vida”

É com essa mensagem de esperança e fé, que desejamos todo o sucesso que Artur merece ter. Siga o exemplo do Artur e seja também um conquistador (a) dos seus objetivos!!!

Para não perder nenhuma das nossas atualizações, postagens e dicas recomendamos que você:

Assine o blog gratuitamente;
Siga-nos no Instagram;
Curta-nos no Facebook;
Siga-nos no Pinterest;

Fonte: https://www.afolhahoje.com/
0 Comentários

Adicional dos 25% nas Aposentadorias: Como Solicitar?

30 junho
Postamos aqui no blog um texto falando da possibilidade dos 25% do auxílio cuidador passar para o valor de um salário mínimo 1.045 reais. Muitas pessoas nos procuraram querendo saber como dar entrada nesse benefício, bom no post de hoje vamos trazer para você o passo a passo!

Adicional dos 25% nas Aposentadorias: Como Solicitar?

Adicional dos 25% nas Aposentadorias: Como Solicitar?

Você sabia que é possível o aposentado receber um adicional ao seu benefício caso necessite da ajuda de terceiros? O adicional de 25% é um benefício devido para aposentados que necessitem do auxílio permanente de terceiro para as atividades do dia-a-dia. Por não ser um benefício que se dá de forma automática, é necessário conhecer como solicitar esse adicional junto ao INSS.

Nessa matéria detalhamos todos os aspectos desse benefício, começando por quem pode ter direito e, principalmente, como fazer para solicitar o  adicional de 25% no INSS.

Adicional de 25%: quem pode solicitá-lo


Segundo o art. 45, da Lei 8.213/91, o adicional de 25% é destinado aos aposentados por invalidez que necessitem da assistência permanente de outra pessoa. Isso significa que esse direito não é estendido para outros tipos de aposentadoria?

Segundo a lei esse é um benefício destinado apenas para os aposentados por invalidez. Outros tipos de aposentadoria como idade e tempo de contribuição não teriam direito a esse adicional. Entretanto, a possibilidade de estender o adicional de 25% para outros tipos de aposentadoria gera muito debate, inclusive, foi alvo de decisões importantes dos tribunais federais.

 Decisão do STF sobre o Adicional de 25%

Adicional dos 25% nas Aposentadorias: Como Solicitar?

Em 08/2018 o Superior Tribunal de Justiça proferiu um julgamento permitindo a concessão desse benefício para outros aposentados, desde que comprovada a necessidade de assistência permanente de terceiro.  Um ano depois dessa decisão o Supremo Tribunal Federal decidiu suspender todos os processos que tratavam sobre o tema.

Dessa forma, se você recebe outro tipo de aposentadoria, que não a aposentadoria por invalidez, e já entrou com uma ação judicial, essa ação ficará suspensa até o julgamento do Supremo Tribunal Federal.

Se você ainda não fez o seu requerimento e não entrou com uma ação, isso ainda é possível, mas é importante ter em mente de que o processo ficará suspenso até o julgamento do STF sobre esse tema. No mais, os aposentados por invalidez permanecem tendo direito a esse adicional e podem fazer o pedido no INSS.

Como comprovar a necessidade do auxílio permanente de terceiros



Conforme descrito anteriormente, para ter direito ao adicional de 25% o aposentado deve necessitar do auxílio permanente de terceiros. Se entende por auxílio permanente de terceiros a necessidade da assistência constante de uma outra pessoa. É importante esclarecer que o termo é “necessitar” ou seja, não significa que o segurado deva ter alguém que seja seu cuidador.

Muitos segurados necessitam do auxílio permanente de um terceiro, mas na prática não possuem ninguém que possa fazer esse acompanhamento. Ainda assim, o segurado pode ter direito ao adicional. Aqui, também é importante ter em mente que essa necessidade pode decorrer tanto de uma perda de autonomia física, como motora ou mental.

A comprovação dessa necessidade de assistência permanente de um terceiro para as atividades do dia-a-dia deve ser feita com exames e atestados. Nesse ponto, ressaltamos que é muito importante que o segurado tenha pelo menos um laudo indicando expressamente a necessidade do auxílio permanente de terceiros. Tanto no INSS, quanto em eventual ação judicial, será realizada uma perícia médica para constatação da necessidade desse auxílio, para identificar se há direito ao adicional de 25%.

Como fazer o pedido do adicional de 25% no INSS



Atualmente, o requerimento do adicional de 25% pode ser feito diretamente pelo site do MEU INSS. O primeiro passo é fazer login no sistema. Caso você ainda não tenha se cadastrado, acesse nosso passo-a-passo de como fazer o seu cadastro no MEU INSS.

Após feito o login, o requerimento pode ser feito por meio da aba “Agendamentos/Requerimentos”, clicando em “Novo Requerimento”. Após, basta pesquisar pelo termo “acréscimo” e selecionar o serviço de “Solicitação de Acréscimo de 25%”.

Efetuado o requerimento, o segurado poderá acompanhar o andamento da sua solicitação diretamente pelo MEU INSS também. Quando for marcada a perícia, ou se for solicitada a apresentação de algum documento, o segurado será notificado por e-mail e pelo portal do MEU INSS. Por isso, é importante acompanhar frequentemente o requerimento. 

Caso o segurado aposentado não possua condições de fazer o requerimento sozinho, ele poderá ser representado por um procurador ou representante legal. Essa pessoa pode ser um familiar ou até mesmo algum cuidador.

Seu requerimento está demorando para ser analisado?

Adicional dos 25% nas Aposentadorias: Como Solicitar?

Infelizmente, é muito comum que esses requerimentos fiquem parados no INSS, ás vezes por mais de um ano. Por isso, caso você já tenha solicitado ou venha a solicitar o adicional de 25% e o INSS esteja demorando para analisar o seu pedido, recomendamos que procure um especialista para lhe auxiliar e verificar a possibilidade de ingressar com uma ação judicial.

Para os segurados que não são aposentados por invalidez, mas recebem outras modalidades de aposentadoria e querem buscar o seu direito ao adicional de 25% já adiantamos que o benefício será negado de prontidão pelo INSS. Pois, eles apenas concedem esse benefício aos aposentados por invalidez.

Mas, conforme explicamos no primeiro tópico desta matéria, os demais aposentados também pode buscar o seu direito na Justiça. Muitos já tiveram decisões positivas, concedendo o adicional de 25%. Atualmente os processos encontram-se suspensos em razão de uma determinação do STF, mas a expectativa é de que esse benefício venha de fato a ser estendido a todos os aposentados.

Então, a recomendação é de que os segurados que acreditam ter direito a esse adicional, busquem seus direitos na Justiça, pois, depois, se a decisão do STF for favorável, que já estiver com ação em andamento poderá receber todos os atrasados do período que ficou aguardando.

O INSS negou o seu pedido?


Mesmo para aposentados por invalidez, o cenário mais comum é o da negativa do acréscimo de 25%. Assim como a grande maioria dos pedidos de Auxílio-Doença são negados pela perícia médica, no adicional de 25% acontece a mesma coisa. Aqui, a grande maioria das negativa acontece porque os peritos do INSS não reconhecem a necessidade da assistência permanente de terceiros.

Se você tiver uma negativa e não concordar com a decisão é possível solicitar o auxílio de um especialista para realizar a análise do seu caso e verificar a possibilidade de ingressar com uma ação judicial. O importante que os segurados não deixem de buscar os seus direitos!

Para não perder nenhuma das nossas atualizações, postagens e dicas recomendamos que você:

Assine o blog gratuitamente;
Siga-nos no Instagram;
Curta-nos no Facebook;
Siga-nos no Pinterest;

Fonte: Conteúdo original Carbonera & Tomazini Advogados
0 Comentários

Pessoas com Deficiência e Idosos terão Auxílio-Cuidador de 1.045

25 junho
Pessoas com Deficiência e Idosos terão Auxílio-Cuidador de 1.045

O Projeto de Lei (PL) 3022, que cria o auxílio-cuidador, está em análise na Câmara dos deputados. Para este benefício está previsto um valor de R$ 1.045,00 (um salário mínimo), que será destinado para idosos ou pessoas com deficiência que precisam de terceiros para realizar suas atividades diárias. Será um teto máximo de renda até quatro salários mínimos (R$ 4.180).

Pessoas com Deficiência e Idosos terão Auxílio-Cuidador de 1.045

De acordo com as deputadas Maria do Rosário (PT-RS) e Rejane Dias (PT-PI), será uma forma de garantir recursos financeiros para a contratação de cuidadores. “O cuidado pode ser feito por profissionais ou familiares e é um dever público do Estado”.

“Com a pandemia de Covid-19, os cuidados com as pessoas que se procura amparar na proposta tornam-se redobrados e merecedores de maior atenção do Estado brasileiro”, concluíram. Segundo o Projeto de Lei, o responsável por pedir o auxílio-cuidador será a pessoa com deficiência, idosos ou aposentados por invalidez. Em casos que houver curatela ou tutela, aí então o auxílio-cuidador poderá ser solicitado pelo responsável legal.

☛ Quer receber textos como esse direto no seu e-mail + 2 E-books grátis? Clique!


Regras do Auxílio-cuidador

Pessoas com Deficiência e Idosos terão Auxílio-Cuidador de 1.045

Terão direito em receber o auxílio-cuidador as pessoas com deficiência ou idosos carentes que já recebem o Benefício da Prestação Continuada (BPC) ou as pessoas aposentadas por invalidez que recebem um adicional de 25% sobre o valor da aposentadoria (mas, que seja de até quatro salários mínimos). Neste caso o auxílio-cuidador irá complementar o adicional de 25% de até um salário mínimo.

Fiscalização

O acompanhamento e fiscalização do auxílio-cuidador será feito pelos conselhos municipais de Assistência Social, de Saúde, da Pessoa com Deficiência, do Idoso, serviços de assistência social e estruturas semelhantes dos municípios. Será de responsabilidade também desses órgãos, notificar as autoridades competentes quando houver crime de maus-tratos.

Para não perder nenhuma das nossas atualizações, postagens e dicas recomendamos que você:

Assine o blog gratuitamente;
Siga-nos no Instagram;
Curta-nos no Facebook;
Siga-nos no Pinterest;

Fonte: Jornal Contábil
5 Comentários

25 Fake News de Pessoas com Deficiência. Nós vamos te Contar!!!

22 junho
Estamos na onda das Fake News, todo mundo hoje já sabe o significado deste termo, que nada mais é que notícias falsas, que as pessoas publicam na internet. Melhor do que saber o significado, é saber o peso que uma Fake News tem e o que ela pode gerar nas pessoas atingidas, vamos lá?


25 Fake News de Pessoas com Deficiência. Nós vamos te Contar!!!


25 Fake News de Pessoas com Deficiência. Nós vamos te Contar!!!

Por que alguém cria uma Fake News? Por diversos motivos! Em alguns casos, as pessoas inventam manchetes inacreditáveis com o objetivo de atrair acessos a sites e blogs e, assim, faturar com a publicidade digital.

Mas não é somente com a finalidade puramente comercial, as falsas notícias também podem ser utilizadas  para criar boatos e reforçar um pensamento, por meio de mentiras e da disseminação de ódio. Dessa maneira, prejudicam-se pessoas comuns, celebridades, políticos e empresas.

Vou citar uma fake news aqui para ilustrar bem o que é e como ela só aumenta a ignorância de boa parte sociedade! Beber muita água e fazer gargarejo com água morna sal e vinagre previne o contágio de coronavírus. FALSO!

Quer receber textos como esse direto no seu e-mail, mais 2 e-books grátis? CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS!!!

Mais uma, para mostrar como a falsa notícia faz mal para a gente! Governo Federal anuncia a descoberta da vacina do novo coronavírus. FALSO! Não gente, as duas fake news são absurdas, ilusão!!! Fazer gargarejo não previne nada o coronavírus!!! A vacina, ainda está em pesquisa, hoje não tem nada que te proteja 100% do coronavírus!!!

Você percebe o que gera uma fake news? Claro que sempre teve essas coisas, mas antigamente, a gente dava o nome de boatos, e a velocidade que se espalhava era bem menor, porque não existia as redes sociais.

Então, o boato, a fake news, gera informações erradas, atitudes e comportamentos, sem o menor cabimento, conceitos totalmente errôneos!!! E é disso que vamos falar hoje, o quanto essas fake news prejudicam as pessoas com deficiência. Vamos colocar diversas notícias falsas, boatos, lendas urbanas, sobre as pessoas com deficiência!!!


VAMOS AS FAKE NEWS:

1. Pessoas com deficiência não podem transar!
2. Pessoa com deficiência não tem vontade  de fazer sexo!!
3. Sexo faz mal para pessoa com deficiência!!
4. Pessoa com deficiência é assexuada (o)!
5. Pessoa com deficiência não pode ter filho!
6. pessoa com deficiência é um anjo!
7. Pessoa com deficiência é uma eterna criança!
8. Coitada (o) da pessoa com deficiência!
9. Pessoa com deficiência não sabe nada!
10. Pessoa com deficiência só dá trabalho!
11. Pessoa com deficiência não entende, não percebe nada!! É um alienado (a)!
12. Pessoas com deficiência só vieram ao mundo para nos ensinar a dar valor a vida!
13. Pessoa com deficiência é uma vítima da vida!
14. A pessoa com deficiência precisa apenas comer, tomar banho e dormir!!!!
15. Pessoa com deficiência é um ET!
16. Pessoa com deficiência não precisa ir escola!
17. A escola pode servir para a mãe ter um tempo de descanso!
18. A pessoa com deficiência não tem futuro!
19. Para que tentar tirar a fralda da criança com deficiência?? Não vai conseguir mesmo!
20. A pessoa com deficiência  não pode beber!
21. A pessoa com deficiência tem que tomar todos os cuidados, pois ela é frágil!
22. A pessoa com deficiência não pode ir para balada, é perigoso!!!
23. A deficiência é um castigo!
24. A pessoa com deficiência é revoltada por causa da deficiência!
25. A pessoa com deficiência é doente!


Colocamos aqui apenas 25 fake news sobre as pessoas com deficiência, mas sabemos que existem centenas, por isso gostaríamos que você comenta-se abaixo outras fake news que você conhece e que porventura até já foi vítima.

Essas notícias falsas, essas besteiras prejudicam e muito as pessoas, no caso aqui as pessoas com deficiência! Vamos combater e denunciar as fake news, só assim poderemos sonhar com uma sociedade mais justa e verdadeiramente inclusiva!

Para não perder nenhuma das nossas atualizações, postagens e dicas recomendamos que você:

Assine o blog gratuitamente;
Siga-nos no Instagram;
Curta-nos no Facebook;
Siga-nos no Pinterest;

Essa postagem é exclusiva, não cometa crime de plágio!!! Cite a fonte e o link do blog pelo qual fez uso do artigo.
6 Comentários

Trabalho em Casa para Pessoas com Deficiência: Por que um Blog?

01 junho
Diariamente vemos a crescente necessidade de nos adaptar à nova realidade de trabalho que se impõe. E o mesmo ocorre com o trabalho em casa para pessoas com deficiência.

Trabalho em Casa para Pessoas com Deficiência: Por que um Blog?

Trabalho em Casa para Pessoas com Deficiência: Por que um Blog?

As empresas mais conscientes se mostram preocupadas não apenas em cumprir a Lei de Cotas. Muitas buscam melhorar a qualidade de vida dos colaboradores que estão nessa categoria identificando atividades que possam ser realizadas em Home Office.

Isso traz liberdade a esses profissionais que podem desempenhar seu papel com maior autonomia e, com isso, serem incluídos efetivamente ao mercado de trabalho. Contudo, as empresas que prezam por uma verdadeira política de inclusão ainda são minoria e não conseguem contratar todos os profissionais disponíveis.

Assim, grande parte das pessoas com deficiência precisam criar alternativas que lhes permitam trabalhar de forma digna. E um dos meios de obter renda é a através do empreendedorismo inclusivo, onde a pessoa com deficiência terá um trabalho em casa garantindo o seu sustento.

Hoje, nossa realidade nos impede de negar o poder e importância da internet e tudo aquilo que ela pode proporcionar. Negar essa realidade é negar a própria a vida, pois esse universo já faz parte do nosso cotidiano e não tem como voltar atrás.

A pessoa com deficiência precisa aprender aproveitar essa oportunidade efetivamente, entendendo que ela já está nas palmas de suas mãos. E uma das ferramentas que a pessoa com deficiência pode usar para trabalhar em casa são os blogs.

Todos nós temos algo a dizer a partir das experiências que vivemos ao longo da vida. Essas experiências podem servir de estímulos para pessoas que precisam daquele empurrãozinho na realização de um sonho, por exemplo. E o blog é uma ótima alternativa para isso, pois ele será uma mídia de conexão com pessoas que se identificam com o que você tem a dizer, permitindo uma interação ativa.


Além disso, você poderá aproveitar essa interação e engajamento para monetizar o blog transformando-o em uma bela ferramenta de geração de renda extra. Um blog bem desenvolvido permitirá que: 

☛ Você gere autoridade em determinado assunto, o que ajuda nas vendas;
☛ Você seja encontrado mais facilmente nos buscadores, trazendo visitantes ao blog;
☛ Você tenha uma recorrência em seu faturamento.

Para ter tudo isso, é preciso um pouco de estudo e dedicação. Uma busca rápida no Google mostrará uma infinidade de possibilidades que te permitem começar de maneira simples e gratuita.

Mas para facilitar a sua vida e ajudar a otimizar seu tempo e seu dinheiro, nós, aqui da Território Deficiente, queremos te apresentar o Blogger Expert, um curso que te ajudará no desenvolvimento de um blog dinâmico, moderno e capaz de gerar uma renda extra recorrente e sustentável.

E o mais importante! Utilizando ferramentas gratuitas para você interagir com seu público-alvo facilitando o processo de vendas dos produtos ou serviços que deseja oferecer. Agarre essa oportunidade de ter um trabalho em casa, interagir com pessoas, fazer amizades e ter uma renda extra permanente.

Para não perder nenhuma das nossas atualizações, postagens e dicas recomendamos que você:

Assine o blog gratuitamente;
Siga-nos no Instagram;
Curta-nos no Facebook;
Siga-nos no Pinterest;

Essa postagem é exclusiva, não cometa crime de plágio!!! Cite a fonte e o link do blog pelo qual fez uso do artigo.
3 Comentários

Pessoas com Deficiência: Fim de Semana Chegou!!! E dai?

30 maio
Agora que estamos em uma eterna quarenta, vai ser mais fácil você se colocar no lugar de muitas pessoas com deficiência, então eu te pergunto: O que você vai fazer este final de semana?

Pessoas com Deficiência: Fim de Semana Chegou!!! E dai?


Pessoas com Deficiência: Fim de Semana Chegou!!! E dai?

Vou te ajudar a responder, NADA né!! Afinal estamos de quarenta, não pode sair de casa. O Coronavírus acabou com a vida social de todo mundo!!! Amigos, festas, bares, paquera, beijo na boca, baladas, sexo sem compromisso, noitadas deliciosas acabaram. Pelo menos por enquanto, infelizmente!! Ah que saudades não é mesmo?

Mas logo, logo, vamos voltar ter uma vida normal! É difícil né, viver dentro de casa? Sem vida social? Sem ter prazer? A vida fica entediante, certo?

  • A televisão cansa!!!
  • O celular fica monótono!!!
  • Livro, haja livro para passar o tempo!!!

Agora, você já pensou quem vive nesta quarenta sempre, a vida toda? Quem de fato, não tem vida social praticamente nunca! É, deve ser difícil! É o caso de muitas pessoas com deficiência, elas vivem sem o lazer, o social!

Veja, não estou falando que são todas as pessoas e sim uma boa parte. E olha que eu estou falando de pessoas com deficiência que estudam, trabalharam, que são ativos (as), que saem de casa, no entanto vivem isolados, não têm amigos (as), uma vida social.

Por que? Não sei!!! Eu já passei por isso na época do cursinho. Foi um ano difícil para mim, eu ficava umas 7 horas sentada em uma sala de aula. Como eu preciso de ajuda para me locomover e ali, de fato, eu não fiz grandes ou melhor, não fiz amizades, ninguém me chamava para ir lá fora nos intervalos.

Então eu ficava 7 horas sentada!! Não era fácil e eu não dividia isso com ninguém, nem com a minha mãe, pois não tinha o que fazer, jamais ia colocar a minha mãe para ficar ali comigo, ninguém merece!!! Acabou!!! Cursinho nunca mais!!! Foi um período que não fiz amigos, dureza não ter com quem bater papo diariamente, vida social faz falta!!?


Passei na faculdade e tudo mudou... Fiz grandes amigos (as), estava sempre andando pela universidade e fora de lá também!!! Poxa, chega sexta-feira, o pessoal começa a combinar o happy hour, a baladinha e o indivíduo com deficiência fica ali ouvindo tudo, “participando", porém ninguém lembra dele, ele (a) ignorado por completo.

Por que? É muito trabalho ajudar uma pessoa, empurrar uma cadeira de rodas, colocar uma cervejinha no copo? Será que a pessoa com deficiência não pode sair? É perigoso? Medo? Responsabilidade? Cuidar? Ter que pensar em um lugar com acessibilidade?

Será que é por causa da pessoa com deficiência que fica quieta, não se abre e aí o povo não consegue se aproximar? Eu acho que não tem um motivo específico. Situações assim não acontece com as pessoas que conhecem “pouco" o sujeito com deficiência, ocorre dentro de casa também.

A própria família ignora o sujeito, os irmãos (as) no final de semana se divertem, vão namorar, vão para farra e o irmão (a) com deficiência fica em casa! Ele (a) que fique na televisão,  no computador, celular, se quiser liberar os hormônios, faça no máximo um sexo virtual, que está bom demais!!!

Para não perder nenhuma das nossas atualizações, postagens e dicas recomendamos que você:

Assine o blog gratuitamente;
Siga-nos no Instagram;
Curta-nos no Facebook;
Siga-nos no Pinterest;

Por que boa parte da sociedade castra tanto as pessoas com deficiência? Você está gostando da quarenta? Todo dia a mesma coisa, sem liberdade de ir e vir, sem amigos (as), sem poder se divertir, conversar, brincar, ir a um motel, transar a vontade, enfim ser livre, não é chato? Acho que posso falar que é quase insuportável!!!

Poxa, então por que fazer isso com a vida de um ser humano? Vamos ter empatia, se colocar no lugar do outro, é um excelente momento para isso. Você está feliz, vivendo em casa? Apenas com celular, computador, televisão, livro isso basta para você?

Essa postagem é exclusiva, não cometa crime de plágio!!! Cite a fonte e o link do blog pelo qual fez uso do artigo.
0 Comentários

Parceiros do Território