Os fetiches no mundo das deficiências - Território Deficiente
Inscreva-se grátis para receber nossas novidades e atualizações!

Os fetiches no mundo das deficiências

Esse artigo pode chegar a mais de 50 milhões de deficientes!!! Pratique a Inclusão, Compartilhe esse Post.
Compartilhe
Os fetiches no mundo das deficiências

Neste texto de hoje, vamos falar sobre algumas práticas sexuais relacionadas a pessoa com deficiência com pessoas não deficientes, algo que poucos conhecem, pois como já falamos muito aqui no blog, uma boa parte da sociedade  acredita que a pessoa com deficiência  é assexuado.


Os Fetiches no Mundo das Deficiências


Os fetiches no mundo das deficiências


Fetiche ou fetichismo do que se trata?

Segundo o portal Wikipedia, fetiche ou fetichismo é o desvio do interesse sexual para algumas partes do corpo do parceiro, para alguma função fisiológica, para cenários ou locais inusitados, para fantasias de simulação (empregada doméstica, mecânico, secretária) ou para peças de vestuário, adorno etc.

No fetichismo, o meio preferido ou único de atingir satisfação sexual é manipulando ou observando objetos, não animados, intimamente associados ao corpo humano (por exemplo.roupa interior) ou peças de vestuário feitas de borracha, cabedal ou seda, para mencionar apenas os mais comuns.

A atividade sexual pode dirigir-se ao fetiche (masturbação enquanto beija, esfrega, cheira o objecto do fetiche) ou o fetiche pode ser incorporado na relação sexual, pedindo ao parceiro, por exemplo, que use sapatos de salto alto ou botas de cabedal.

Há também a satisfação sexual buscada nas interpretações sexuais, onde a parceira comporta-se como secretária, adolescente, e o homem como um policial, um bombeiro, um mecânico de oficina, etc.

Os fetiches no mundo das deficiências

Devotee: A pessoa que tem atração sexual por pessoas com deficiência. Temos um texto aqui no blog que fala mais a fundo sobre essa classe de pessoas e seus fetiches.

Pretender: Pessoa que é devotee que se sente estimulada sexualmente, quando simula ter uma deficiência, usando, em público ou privadamente, equipamentos como cadeira de rodas, muletas, bengalas, aparelhos ortopédicos.

Wannabe: Pessoa que é devotee, porém quer  ter, de alguma forma, uma deficiência. Então ela é capaz de fazer uma auto mutilação. Aqui os comportamentos são  impróprio ao corpo subjetivo e o corpo objetivo. Acontece quase unicamente, com homens e a aversão, normalmente, pelos membros inferiores.

Esses são os tipos mais comuns de devotee, porém tem também homens que se sentem atraídos por mulheres com lesão medular espinhal. Eles falam que a atração maior, é pela personalidade dessas mulheres, pois “tentam” viver o mais normal possível, isso as deixa muito mais atraentes, claro que primeiro, olham para a mulher, o corpo, a beleza e depois para a deficiência.

Os fetiches no mundo das deficiências

Têm outras pessoas que admiram o caráter da pessoa com deficiência, a forma como lutam, reagem a vida. Este post é um texto, para a gente mostrar uma coisa que no geral a sociedade  não conhece, eu mesmo, não sei muito sobre o assunto, estou conhecendo com vocês. 

Então vamos fazer uma pequena reflexão, para não deixar o assunto solto, afinal, é complexo. Assusta né? Eu confesso que fiquei assustado no inicio, quando comecei a pesquisar sobre o tema, mas depois refletindo, pensei comigo; quase tudo que foge do padrão, assusta, não é mesmo? 

E além disso, tem haver com sexo, aí lascou mais ainda! Para piorar, sexo, deficiência, atração, fetiche, desejo, tudo junto e misturado, fim do mundo!!! Não gente, nada disso, calma!!! Há no mundo pessoas com vários desejos, atrações diferentes, então não tem problema nenhum em encontrar por aí, um sujeito que se sente atraído por uma pessoa com deficiência... 

Até porque a pessoa com deficiência não é um mostro, mas sim ser humano e com a sua beleza. Então pronto, não tem nada de anormal sentir atração por alguém com deficiência!!! O que de fato me assusta, são as pessoas, que por uma atração obsessiva, quer se mutilar, ter, de alguma forma, uma deficiência. 

Não gente, por favor, isso não rola. Ter uma deficiência, não é a pior coisa da vida, no entanto tá longe de ser legal, bom, maravilhoso, divertido!!! Para encerrar, também não é legal, aquele sujeito que só quer a pessoa, devido à sua deficiência. Contudo, aqui cabe a pessoa com deficiência perceber e escolher se quer ou não o relacionamento.

Essa postagem é exclusiva, não cometa crime de plágio!!! Cite a fonte e o link do blog pelo qual fez uso do artigo.
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Parceiros do Território