Você transaria com um deficiente? - Território Deficiente
Inscreva-se grátis para receber nossas novidades e atualizações!

Você transaria com um deficiente?

Esse artigo pode chegar a mais de 50 milhões de deficientes!!! Pratique a Inclusão, Compartilhe esse Post.
Compartilhe
VOCÊ TRANSARIA COM UM DEFICIENTE?

Conversar sobre relacionamentos e pessoas com deficiência é na verdade um papo longo, têm muitos sites e blogs que abordam este assunto, mas hoje aqui no território deficiente queremos ir mais a fundo ou melhor, ser mais prático, não queremos falar de sentimentos, de convivência. Queremos falar de sexo, desejo, vontade, tesão, aqui o que importa é a atração, aquela coisa de apele com pele!!!


Você transaria com um deficiente?


Hoje em dia, isso é muito comum, as pessoas saem, vão para uma balada ou algo do tipo, "fica" com alguém e rola, o lance é apenas sexo, carnal, aquela coisa louca.... Muita gente já viveu ou vive isso, no entanto você já pensou em vivenciar isso, transar, digo, só transar casualmente, passar uma noite com uma pessoa com deficiência?

Já vou me adiantando, não me venha com desculpas que não conhece ninguém com deficiência, que nunca pensou nisso, que nunca rolou clima e assim sair pela tangente! Vamos ser verdadeiro, pois aí a gente avança na aceitação da pessoa com deficiência na sociedade.

E aí, você transaria com um deficiente?

Antes da resposta já até imagino o que você pode estar pensando, deve ser nos mitos e lendas urbanas que a sociedade criou e ainda cria em relação as pessoas com deficiência e o sexo, tais como:

☛ Um deficiente não sabe o que é sexo;
☛ Um deficiente não pode transar;
☛ Deficientes são seres angelicais, um tipo de anjo, ou seja não faz esse tipo de coisa;
☛ O homem deficiente não tem ereção;
☛ Um deficiente não tem desejo, vontade quando o assunto é sexo;


VOCÊ TRANSARIA COM UM DEFICIENTE?

E por aí vai... é cada absurdo, muita ignorância junta, que só atrapalha a vida das pessoas com deficiência. Deficientes são vistos por muitos como seres assexuados ou, por vezes no caso particular da deficiência mental, hipersexuais. Vistos como vítimas, são pouco atraentes, sempre bons amigos, jamais companheiros ou amantes. 

Preconceitos são obstáculos para aceder à sua própria sexualidade" e que têm repercussões a nível emocional. Poxa, é tão difícil entender que o sexo é para todo mundo. Que ele é gostoso, delicioso, que faz bem, por que querem privar o deficiente desta experiência?

Tudo bem que transar com um deficiente tem sim certas limitações. Dependendo da deficiência, não são todas as posições que são possíveis, mas isso acontece por diversos motivos com casais comuns também e sexo também é fantasia, criatividade, imaginação! Tem muita coisa que pode se fazer, caso alguém precise de alguma ideia, sugestão para apimentar o sexo, a internet tem várias dicas...

Ah, não tenha medo de um deficiente, ele não morde, não quebra, não é um anjinho!! Ele ou ela está ali com o mesmo objetivo que você, curtir, sentir prazer, gozar! Se satisfazer naquele momento!

Vou deixar umas coisas bem claras aqui, primeiro, não estou falando neste post da pessoa com deficiência intelectual, não que ela não possa transar, pode sim claro, porém tem sim algumas ressalvas, a família precisa preparar a pessoa para este momento, com muito cuidado e carinho, usar uma outra linguagem. Mas isso é assunto para um outro post.

Então, e aí, você transaria com um deficiente?

Veja, ninguém tem que transar com ninguém, a ideia deste artigo, é trazer uma reflexão, é mostrar que as pessoas com deficiência também podem, quer e podem! No entanto você não tem que transar com um deficiente, contudo você tem que saber que ele ou ela é um ser humano comum e se caso vocês se encontrarem por aí e e algo atrair ambos para uma transa, por que não? Mesmo que seja por curiosidade, se os dois toparem, não tem deficiência que impeça!

Segundo a Organização Mundial de Saúde, “a sexualidade como um "aspecto central do ser humano ao longo da vida, englobando o sexo, a identidade, papéis de género, orientação sexual, o erotismo, o prazer, a intimidade e a reprodução". Esta dimensão humana está, na famosa hierarquia das necessidades de Maslow, ao lado de atividades tão básicas como respirar, comer e dormir. Ora, todas estas conclusões incluem as pessoas com deficiência.”

E aí? Sem ser politicamente correto e sim verdadeiro, honesto, sem filosofia, hipocrisia, sendo prático e objetivo, você transaria com um deficiente? Você se sentiria a vontade na transa com a pessoa, digo, de usar as fantasias, adaptar, se precisar, se realizar e realizar o parceiro?

Sexo é bom! Sexo é maravilhoso!!! Não vamos colocar barreiras na vida sexual das pessoas com deficiência, não tem o porquê. Elas apenas geram conflitos no ser humano...

Sexo é vida e a vida é para todos!!!

Essa postagem é exclusiva, não cometa crime de plágio!!! Cite a fonte e o link do blog pelo qual fez uso do artigo.
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Parceiros do Território