Por que a Inclusão não Funciona como Deveria? - Território Deficiente
Colabore com o Blog. Faça uma doação! Ajude na manutenção desse projeto.

Por que a Inclusão não Funciona como Deveria?

Esse artigo pode chegar a mais de 50 milhões de deficientes!!! Pratique a Inclusão, Compartilhe esse Post.
Compartilhe
Por que a Inclusão não Funciona como Deveria?

Dizem... estamos vivendo a era da inclusão (Será?). Sim, não podemos negar que é um dos termos mais falados do momento, que, de acordo com o dicionário, é: Ato ou efeito de incluir, inserir, pôr, colocar para dentro, compreender, tornar parte de.

 Por que a Inclusão não Funciona como Deveria?

Antes de continuarmos nos ajude por 10 segundos, curtindo e compartilhando nossa página no Facebook, juntos somos fortes!



Um monte de leis que a visam têm sido criadas. Que bom! Elas são, sem dúvida, necessárias e importantes (Quando cumpridas), dentro de uma sociedade que ainda não convive tão harmoniosamente com a diferença. No entanto, muitos acham que estão fazendo um ato de caridade aos “coitadinhos” excluídos. Ahhh, fico até comovida com tamanha generosidade! SQN!!!

A política de inclusão não é favor, pois, ao abrirem escolas, cinemas, teatros, faculdades, museus, para receber os que estão à margem da sociedade, na verdade, estão promovendo inclusão a eles mesmos. Afinal, se os chamados "normais" estão segregados e, se é fato que a pluralidade é enriquecedora, então todos saem ganhando com a inclusão. É a inclusão inversa? Sei lá, pode ser!

Acho engraçado... de uma forma geral, ao ouvirmos a palavra inclusão, imediatamente a associamos ao mundo da deficiência. Mas, será que só os def’s precisamos ser incluídos? Só a minoria precisa? Não, não mesmo!

Na realidade, se a minoria fosse mesmo o critério, nós, pessoas com deficiência, nem seríamos tão beneficiados assim. No último Censo, falou-se algo em torno de 25 milhões. Mas...você acredita nesse número? Eu não...

Por que a Inclusão não Funciona como Deveria?

A recenseadora não perguntou se aqui em casa havia alguma pessoa com deficiência. Fiquei de fora, menos um. É a tal da pesquisa por amostragem, que não consigo entender nem por um decreto. Aff!

Mas isso é assunto para outro dia! Voltando...

Inclusão é se importar, respeitar, valorizar a todos. Dos superdotados aos que têm dificuldade de aprendizagem. Dos sem limitações (visíveis) aos tetraplégicos. Dos índios aos loiros de olhos azuis. Dos analfabetos aos que são P.H.D.

Precisamos entender que incluir, vai muito além de colocar uma criança com deficiência em uma escola regular, inserir o negro no ensino superior, criar novos métodos educacionais atendendo às necessidades individuais.

Inclusão é a soma de valores e experiências. Mas, ela só é verdadeira quando conseguimos criar uma consciência de respeito e aceitação à diversidade. Quando se remove o conceito padrão de normalidade. Quando a cor da pele, a condição física, a idade, a altura, o peso, forem vistos como detalhes.

Enfim... quando conseguirmos colocar “todos juntos e misturados”, aí sim, estaremos vivendo a era da inclusão, de fato!


Curta a nossa página no facebook para ficar sempre por dentro das novidades, assine o território deficiente em "ASSINE" e compartilhe essa postagem com os amigos (as). Até a próxima!

Esse texto é de autoria da nossa parceira Patrícia Lorete e foi cedido gentilmente para o território deficiente, não copie ou publique esse texto sem a autorização da autora! Quer conhecer Janela da Patty e seus textos? Vamos lá.





1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário:

  1. Obrigada. Foi um prazer ceder o texto para o Território Deficiente.
    Abraço


    ResponderExcluir

Parceiros do Território