Aposentadoria e benefícios dos deficientes: Como vai ficar com a reforma da previdência de Bolsonaro? - Território Deficiente

[Fechar]

Colabore com o Blog. Faça uma doação! Ajude na manutenção desse projeto.

Aposentadoria e benefícios dos deficientes: Como vai ficar com a reforma da previdência de Bolsonaro?

Esse artigo pode chegar a mais de 50 milhões de deficientes!!! Pratique a Inclusão, Compartilhe esse Post.
Compartilhe
Aposentadoria e  benefícios dos deficientes: Como vai ficar com a reforma da  previdência de Bolsonaro?

Infelizmente estamos vivendo dias difíceis e preocupantes no que se refere as informações verdadeiras e de qualidade, são tantas fake news que você precisa checar, pesquisar e estudar a informação para não ser engando.

Aposentadoria e  benefícios dos deficientes: Como vai ficar com a reforma da  previdência de Bolsonaro? 


Recebemos dezenas de e-mails diariamente, de pessoas com deficiência que recebem benefícios ou estão aposentadas junto ao INSS. Essas pessoas querem saber como vai ficar a sua situação caso a reforma da previdência seja aprovada dentro dos moldes apresentados até a edição dessa publicação.

Veja os pontos da reforma até agora no que diz respeito aos deficientes e compare com as regras atuais:

Aposentadoria por incapacidade permanente

Como é hoje: 100% da média dos salários de contribuição para todos os casos.

Como pode ficar: se mantém esses 100% para acidentes de trabalho, doenças profissionais e doenças do trabalho. Fora desses casos, o valor será reduzido para 60% até 20 anos de contribuição – se a pessoa ficar incapaz com cinco anos de contribuição ou com 25 anos, recebe os mesmos 60%, por exemplo. Mais 2% por ano de contribuição que exceder esses 20 anos. 

Assistência – Benefício de Prestação Continuada (BPC-LOAS)

Como é hoje: O BPC é, por lei, a garantia de um salário mínimo mensal à pessoa com deficiência e ao idoso com 65 anos ou mais que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção de da família.

Como pode ficar: No caso dos deficientes, nada muda. No caso de aposentadoria por idosos sem ter como se manter, entre 60 e 70 anos eles receberiam uma renda de 400 reais (o índice de reajuste não ficou claro) e, a partir de 70 anos, o benefício ficaria em um salário mínimo. 

Temos um area de comentário logo abaixo dessa publicação, sua participação é muito importante para nós. E então como você vê essa reforma em relação as pessoas com deficiência?


Gostou do texto? Agora que você já sabe como vai ficar a aposentadoria e benefícios dos deficientes com a reforma da  previdência de Bolsonaro, Compartilhe esse texto em suas redes sociais para que mais pessoas tenham esse conhecimento!

Curta a nossa página no facebook para ficar sempre por dentro das novidades, assine o território deficiente em "ASSINE". Até a próxima!

Fonte: El País





0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Parceiros do Território