Deficiência, Sexualidade, Devoteísmo e Pseudolismo. O que Tudo isso quer Dizer? - Território Deficiente
Colabore com o Blog. Faça uma doação! Ajude na manutenção desse projeto.

Deficiência, Sexualidade, Devoteísmo e Pseudolismo. O que Tudo isso quer Dizer?

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS (AS) PARA AJUDAR NO CRESCIMENTO DO BLOG TERRITÓRIO DEFICIENTE.
Compartilhe

Deficiência e sexualidade é ainda um tabu para a sociedade. Mas esta relação pode ficar ainda mais perturbadora se acrescentarmos duas palavrinhas: Devoteísmo e Pseudolismo. Você sabe o que elas significam?

Deficiência, Sexualidade, Devoteismo e Pseudolismo. O que Tudo isso quer Dizer?

A primeira diz respeito aos devotees, que são pessoas de qualquer gênero e orientação sexual que se sentem atraídas por pessoas com deficiência. Comumente eles entram em contato pela internet e, muito provavelmente, se você tem deficiência visível, é bem provável que já foi abordada (o) por um deles.

Já o pseudolismo, é a ação de chegar ao orgasmo apenas usando o poder da mente. Já imaginou para quem é tetra ou tem doença neuromuscular e não consegue se masturbar conseguir gozar sem ajuda de ninguém? Seria ótimo, hein?

Mas, afinal, devoteísmo é doença? O devotee só gosta da deficiência, e não da pessoa com deficiência? Pseudolismo é mesmo possível? Será que alguém já conseguiu? Bom, há um material que pode te ajudar a chegar a essas respostas! É o e-book, Sexualidade e Deficiência 2: O assunto continua!, um trabalho criado por pessoas com deficiência e que traz temas nunca antes abordados em um e-book.

Os assuntos são, entre outros: devoteísmo, pseudolismo, a psique na sexualidade, síndrome do espelho. O e-book tem garantia de 7 dias. Isso mesmo, se você não gostar do material pode pedir seu dinheiro de volta, no prazo de uma semana, e ele será entregue sem perguntas ou qualquer questionamento. Dê um olhadinha no vídeo abaixo e conheça o nosso trabalho!




Ah, se porventura você não leu o e-book, Sexualidade e Deficiência: Esse é um assunto, pode adquirir no botão a seguir.


Vale muito a pena a leitura!
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário:

Parceiros do Território