“O Primeiro da Classe”: Filme narra a História de um Aluno com a Síndrome de Tourette - Território Deficiente “O Primeiro da Classe”: Filme narra a História de um Aluno com a Síndrome de Tourette - Território Deficiente

“O Primeiro da Classe”: Filme narra a História de um Aluno com a Síndrome de Tourette

O “Primeiro da Classe” (Front of the Class) é um filme estadunidense produzido para a televisão que narra a vida de Brad Cohen, um professor americano que convive com a Síndrome de Tourette desde os 6 anos. O Primeiro da Classe é um filme que retrata a batalha, desde a infância, de Brad e o preconceito que ele sofreu por ter Tourette.

“O Primeiro da Classe”: Filme narra a História de um Aluno com a Síndrome de Tourette

A imagem mostra um garoto com a síndrome de tourette


O filme foi rodado em Shreveport, Louisiana. Sua primeira exibição foi no canal americano CBS. Atualmente, O Primeiro da Classe é exibido no Brasil pelo canal de TV por assinatura Studio Universal. Você pode encontrá-lo completo e dublado no You Tube.

Desde a infância, Brad foi humilhado na escola por alunos e também por sua professora por ter Síndrome de Tourette. Também não teve a aceitação do pai, que dizia, igual a sua professora, que ele podia controlar todos os movimentos involuntários causados pela Tourette. Uma amiga da família até sugeriu que ele fosse exorcizado. 

Os médicos nada sabiam sobre a sua condição, até que sua mãe resolveu pesquisar e descobriu que ele tinha Síndrome de Tourette e passou a ajudá-lo. Brad foi matriculado em outra escola e passou pelos mesmos problemas até que em uma palestra seu diretor chamou-o ao palco e perguntou porque ele fazia barulhos estranhos, Brad respondeu que tinha Sindrome de Tourette e falou que queria ser aceito pela sociedade, seu diretor compreendeu e Brad nunca esqueceu de seu diretor.

Já adulto, Brad tentou arrumar emprego em 25 escolas. 24 o recusaram por ter essa síndrome, apenas uma o aceitou; esta mesma se adaptou a ele: o diretor junto com os professores lhe reservaram uma sala e uma turma de crianças do segundo ano para ele dar aula.

Ele superou sua síndrome e pode viver em paz dando aula, a coisa que mais o fazia feliz, pois se sentia aceito na sociedade e sua síndrome não se destacava tanto. Sobre a síndrome, Brad insiste em dizer que foi sua companheira desde os seis anos, e, também a principal responsável por ele se tornar um professor “de verdade”.

Ele conheceu pela web uma moça chamada Nancy Keene, com quem se casou em 2006, que tinha quase todos os mesmos gostos que ele. Depois recebeu a aceitação do pai, que sabendo por ele que não havia estantes novas na biblioteca da escola, construiu-as e as mandou para a escola. Também ganhou o prêmio de Professor do Ano.

Para não perder nenhuma das nossas atualizações, postagens e dicas recomendamos que você:

Assine o blog gratuitamente;
Siga-nos no Instagram;
Curta-nos no Facebook;
Siga-nos no Pinterest

Fonte: Wikpédia

Espalhe essa postagem por ai!!! Quer saber sobre: Marketing digital, fale com a gente.
Compartilhe
Deixe aqui seu comentário

Nenhum comentário:

Parceiros do Território